quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Orgulho do Nordeste!


O empate ontem só não foi tão ruim porque o Grêmio perdeu e nós ainda estamos no pário. Mas existem coisas nesse nosso Fla que são difíceis de entender. Perder gol é normal e eu nem tocarei nesse assunto. Agora, não dá pra jogar com o Max, ele erra tudo o que tenta, é previsível e poucas vezes desde que chegou fez uma boa partida. Não deu pra entender porque o Caio tirou o Ibson que estava bem e menteve o Kléberson que nem foi notado no 2° tempo. Agora, o Toró está jogando muito, esse sim sabe o que é jogar pelo Fla, pois dá o sangue nos jogos. Bruno também muito bem e a nossa zaga perfeita, a cada dia que passa me surpreendo mais com o Angelim.

Dividimos o estádio com o Vitória, impressionante a nossa força em qualquer lugar do país. Pena que um engraçadinho colocou uma faixa nos chamando de "a vergonha do nordeste". Isso porque eles estavam inconformados com o fato de ter na Bahia torcedores do Fla, em igualdade de número. Ora, será que é vergonha mesmo? Ou será orgulho do Nordeste?!

Talvez eles tenha se esquecido que o fato de ter muitos adéptos do Fla lá, se deve ao fato de o Fla ser um clube campeão, empolgante e carismático. Talvez eles tenham se esquecido que foram rebaixados para a 3ª divisão e que voltaram nesse ano. Talvez tenham se esquecido de todos os títulos que o Fla conquistou ao longo dos anos. Talvez tenham se esquecido do Zico, Júnior, Leandro, Pet, Romário, Sávio, Bebeto e tantos outros que marcaram a história do futebol nacional e até mesmo internacional.

Deve ser pela carência de títulos e glórias do clube Vitória, que os torcedores do Nordeste admiram e torcem tanto pelo Mengão. Então, antes de expor uma faixa tão preconceituosa, este tipo de torcedor deveria se perguntar: por que será que esse clube de tão longe cativa tanto as pessoas daqui? Ou: por que será que nós que estamos tão perto não conseguimos conquistar estes torcedores?

Talvez estas respostas exponha que aqueles torcedores não são a vergonha do Nordeste, mas sim o orgulho do Nordeste, pois a distância não foi suficiente para apagar um amor verdadeiro pelo mais querido do Brasil. E sem que me esqueça, vergonhosa foi a atitude de manchar um belo espetáculo com uma faixa tão preconceituosa. É por isso que tenho orgulho do Fla, pois nessa torcida não há qualquer tipo de preconceito, todos são bem vindos, e no final não há qualquer distinção de classe social, religião, ou cor, todos são Flamenguistas, se abraçam, torcem e ponto final.

SRN.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Mais projetos e planejamento para o Mengão


Conversava com um amigo no sábado sobre o Chivas, esse clube lá do México que tem uma campanha de markenting para se tornar o clube com maior torcida do mundo. A torcida deles tem até um canto contra nós dizendo que vão nos passar numéricamente. Lá eles investem nas crianças, com material escolar, brinquedos e outros acessórios ligados ao clube. Estão crescendo rapidamente e a diretoria está empenhada no projeto.

Toco nesse assunto não por medo de perder o posto de maior torcida do mundo, isso será muito difícil de acontecer graças à nós torcedores que nos empenhamos para fazer com que nossos filhos, parentes e amigos torçam pelo nosso clube. Aqui o pai faz questão do recém-nascido já sair da maternidade com o Manto no corpo. Ocorre que a diretoria do Fla não tem um projeto de marketing expressivo. Todos esses problemas financeiros que o clube passa é por culpa exclusiva da diretoria que não tem projetos à altura de nossa tradição, força e torcida.

O São Paulo com um projeto bem estruturado passou em pouco tempo de 5ª a 3ª maior torcida do país. O Fla com toda essa exposição poderia viver até mesmo sem patrocínio, explorando apenas o que tem de melhor, ou seja, a sua imensa torcida. A mediocridade dos projetos da diretoria do Fla podem ser vistas no número de sócios do clube. É inadmissível, um clube desse tamanho ter menos sócios do que o Inter Gaúcho. Lá os sócios têm diversos benefícios, e com as mensalidades, o Inter vem se fortalecendo dentro e fora de campo.

Já está na hora dessa diretoria fazer planejamentos a longo prazo, tais com conquistar mais e mais torcedores, fortalecer o caixa do clube sem depender exclusivamente de patrocínios e cotas de TV, A CONSTRUÇÃO DE ESTÁDIO PRÓPRIO, imagine uma arena do Mengão, seríamos imbatíveis lá. Está na hora de haver uma troca mais justa com o torcedor. Tipo: vocês são os maiores investidores do clube. Vocês (torcedores) investem (com compra de material, ingressos, cotas de sociedade) e nós (dirigentes) repassamos o investimento para o clube (com um time forte e títulos).

Nós queremos que a chamada da Flatv seja verdadeira ("O Flamengo será do tamanho que você quiser"). Nós queremos um Flamengo gigante, maior ainda do que é, queremos conquistar os continentes. Só que não depende só de nós. Nós até fazemos nossa parte, com a maior média de público do Brasil. Agora exigimos que a diretoria faça a sua, com planejamento, projetos e principalmente respeito com os torcedores.

Que venha o Chivas, São Paulo, e quantos outros quiserem. Nós não nos abalaremos e se a diretoria não age, nós torcedores temos a receita certa: fazer aquela festa no Maraca, e colocar na mente de todos aquele pensamento que nos enche o ego: A torcida do Fla é sinistra!!!

SRN

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Respeito com Obina




Que vitória espetacular! Que presente de aniversário para o Léo Moura! Todos diziam que o Fla estava morto no campeonato e que só nós torcedores acreditávamos no título. Eu escrevi anteriormente que só deixaria de acreditar quando o campeonato acabasse. Pois é, estamos vivos! Esse é o sobrenatural Flamengo. Um amigo me enviou um e-mail ontem dizendo que o Carlinhos Paraíba deu uma entrevista avisando que era vascaíno e que faria gols contra o Fla. Eu respondi que há muito tempo um vascaíno não assusta o Mengão. Taí a resposta dada em campo.

Mas, vamos falar dele: Obina. Ontem mais uma vez ele mostrou que tem estrela. Confesso que várias vezes já falei que ele não deveria estar no Fla, que é limitado, que o Fla merecia um atacante melhor. Decerto, ele realmente é limitado e o Fla merece ter um ataque mais forte. Mas é impossível não ter simpatia pelo Obina. A sua humildade, e até mesmo uma aparente inocência contagia os torcedores Rubro-Negros.
Poucas vezes um jogador se identificou tanto com um clube, com uma torcida. Lembro dele saindo de campo vaiado e balançando a cabeça em concordância com as vaias. Isso é humildade e papel de quem sabe que merecia mesmo aquelas vaias. Mas ele sempre dá a volta por cima. Foi assim na Copa do Brasil, nos diversos cariocas, e sempre que a coisa não está andando os técnicos jogam ele na fogueira. Ele fica ali quietinho, na reserva, sem reclamar, quando todas as opções se esgotam os técnicos lançam o Obina, e ele na maioria das vezes corresponde.

Por isso hoje, apesar de entender que o Fla precisa de um atacante mais decisivo do que os que tem, admiro muito o Obina, pela sua raça, sua determinação e principalmente pela incrível identificação clube-jogador-torcida. Por isso meu amigo, muito respeito com o Obina, porque mais importante até mesmo que a técnica, é a determinação e o coração na hora de jogar, e isso com certeza faz muita diferença e o Obina merece o nosso respeito.

SRN


segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Vai apodrecer!!!


Ganhamos o vasquinho mais uma vez. Não foi mais que obrigação ganhar um time tão fraco e que não venceu um clássico sequer nesse ano. Foi pouco, tinha que ganhar de mais, pior que até tomamos sufoco. Repararam como o Renato Gaúcho está falando mansinho, com humildade...talvez ele tenha aprendido a lição, ou esteja apenas aguardando um possível triunfo para voltar a falar asneras. Asneras estas que nosso querido presidente não pára de falar.

Mas o assunto do momento é o nosso digníssimo técnico Caio Jr., pode até parecer implicância minha, mas o time está totalmente fora de padrão. Desde que chegou até hoje o Caio não ajeitou aquele meio campo. Até mesmo quando o Fla estava muito bem no campeonato, era possível ver falhas grosseiras na marcação. Agora, prestem atenção na entrevista que ele deu falando que o time amadureceu com a derrota para o Atlético. Ora, estamos há oito rodadas do fim do campeonato e o time ainda está amadurecendo. Me respondam: há quanto tempo Ibson, Juan, Fábio Luciano, Ronaldo Angelim, Obina, Jailton, Léo Moura, Toró e Bruno jogam no Fla? Será que a eliminação na Libertadores e a queda de rendimento nesse campeonato não foram suficientes para amadurecer este elenco? Vamos precisar perder o título e a vaga na Libertadores para ter um time maduro?

Por favor Caio, me poupe desses comentários ridículos, isso não convence ninguém. Já chega de desculpas esfarrapadas, queremos o time jogando bem, com garra. Queremos este título mais do que tudo. O Fla perdeu porque não quiseram jogar, o time do Atlético é tão fraco que se tivéssemos jogado mal, teriamos ganho, mas o fato é que não jogamos, não entramos em campo. Por isso, Monte o time corretamente, treine da maneira certa e páre com essas desculpas, pois esse time de comentário é querer chamar o torcedor de burro. Pois se esse time amadurecer mais, vai acabar apodrecendo.


SRN.

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Mais Flamenguista do que Brasileiro


Essa seleção do Dunga não desperta qualquer interesse do brasileiro. Quando pensamos que ela finalmente vai engrenar, acontece o que já aconteceu contra a Argentina, a fraca Bolívia e agora a Colômbia.
Será tão difícil entender que quando se joga com um time que marca tão forte, é necessário pelo menos um volante que saiba jogar, ao invés de apenas marcar. Nem sei se o Anderson, ou o Julio Batista foram convocados, mas aquele jogo era necessário um volante para sair com a bola. Jogar com Josué e Gilberto Silva, é o mesmo que aceitar pacificamente a marcação adversária, o que realmente aconteceu ontem.
Ainda bem que não fui a esse jogo, prefiro 1000 vezes ver o Fla no Maraca (mesmo com derrota) do ver essa seleção sem brilho, sem vontade e o pior sem aquela festa que nossa torcida oferece todos os jogos. A nossa festa antes e durante os jogos compensa até mesmo um resultado negativo, enquanto que ontem o melhor momento para a torcida deve ter sido o show do Monobloco (que realmente é muito bom). Mas nós Flamenguistas não precisamos de banda, ou de animadores, nós somos os maiores artistas, cantores, a maior estrela de Maraca, que é nosso por direito.
Sem falar que nós levamos 81.000 torcedores, enquanto que essa seleção levou pouco mais de 50.000. Ou seja, o nosso Fla apesar de todos os problemas encanta mais do que essa seleção. Para o próximo jogo da seleção no Brasil, eu tenho uma sugestão: veste o manto sagrado neles, coloca aquela camisa mágica vermelha e preta, que com certeza terá mais torcedores nas arquibancadas. E não é só no Rio não. O Fla tem demonstrado que lota estádios em qualquer lugar do Brasil.
Aliás, domingo tem clássico e perder para a mulambada do vasco é o mesmo que dizer: entramos em decadência. Vamos pra cima deles. Em 92 fomos pra 2ª fase do campeonato brasileiro em último, dependendo de resultados e conquistamos o título. Então minha Nação, vamos acreditar até o final, até o campeonato acabar. Já vi um Flamengo repleto de "maurinhos", "mozer", etc., vencer um vasquinho cheio de "edmundos", "eullers", "violas", etc. Por isso eu digo que não existe impossível para Nós!!!!

SRN.

sábado, 11 de outubro de 2008

De quem é a culpa?

77.300 torcedores presentes no Maracanã, festa antes da partida, um verdadeiro show de repertórios, coreografias, entusiasmo, etc. Mas tudo isso acabou quando a bola rolou às 18:20h. Foi um verdadeiro massacre do galo, isso mesmo, aquele galinho que não ganha de ninguém. Perdemos para eles, e não foi nem difícil para eles ganharem, 3x0, com direito a colocar nossos jogadores na roda, fazendo eles de bobinhos. Eu que me sacrifiquei para comprar ingresso, doeu muito no coração. A única coisa que valeu a pena foi a festa antes da partida, pois durante a partida foi triste, ainda mais pelas imagens no telãodos gols de Zico sobre o mesmo galo na festa do título brasileiro. Mas de quem é a culpa? Vou dar algumas sugestões, mas nesse momento é difícil apontar apenas um.
1° Já tinha falado no post antigo que as declarações irresponsáveis do nosso presidente Márcio Braga poderiam atrapalhar ao Fla mais do que ajudar. Pois é, coincidência ou não o Galo jogou comendo a grama, com disposição, não deixou o Fla jogar, jogou raça, com garra. Enquanto que o Fla jogou apático, sem vontade, literalmente andando em campo. Eu havia dito que as declarações do nosso presidente poderiam motivar mais os nossos adversários, e poderia criar um clima de oba-oba. Então seria o Márcio Braga o culpado pela derrota no Maracanã?

2° Já não é de hoje que o técnico Caio Jr., escala mal o time. Às vezes inventa demais. Há técnicos que querem parecer mais estrategistas do que realmente são. São poucos que acertam nas mudanças como o Luxemburgo. Hoje foi dia de mais uma experiência mal sucedida. Espero que o Sambueza nunca mais jogue na lateral. A lateral esquerda virou uma avenida, sem falar nas investidas mal sucedidas no ataque. Não marcou e não atacou bem. O Kléberson saiu ainda no 1° tempo, mas não era nem pra ter entrado, ele andou em campo desde o 1° minuto. O Fla foi presa fácil para o Galo Mineiro, e o nosso técnico foi incapaz de criar um esquema que causasse pelo menos um pouco de preocupação na defesa adversária. Infelizmente somos totalmente dependentes do Juan, quando ele não joga o Fla despenca seu rendimento.

3° Para se jogar no Fla tem que ter disposição. Vestir essa camisa não é pra qualquer um. A torcida espera pelo menos muita raça de quem veste o Manto Sagrado, e foi exatamente o que faltou hoje. Kléberson foi ridículo, sem vontade, sem garra, passes errados,etc. Marcelinho Paraíba foi inútil no ataque, não ganhou nenhuma bola, merecia ser substituído, mas não foi. Ibson já faz tempo que joga pelo nome, pelo empresário, por tudo menos pelo futebol que vem apresentando. Ele só tem uma qualidade, haja o que houver ele não se esconde, pelo menos tenta, mas quando só se tenta e nada se acerta, é a hora de sair e dar a vaga para outro. Mais uma vez o Jaílton tomou um drible ridículo no lance do 2° gol. Não adianta ele não nasceu para jogar no Fla, é constrangedor ver um telão com Zico, Júnior, Adílio, Andrade e depois olhar para o campo e ver jogadores inoperantes.

4° Talvez a culpa seja da torcida que lota o Maraca, faz uma festa inenarrável, quando os jogadores não têm estrutura emocional para suportar a pressão que vem das arquibancadas. É a única explicação que eu tenho para uma atuação tão apagada diante de um cenário tão bonito e que tinha tudo para ser uma noite espetacular para todos os Flamenguistas.

Enfim, não há muita explicação. Mas e pra você, quem é o culpado?

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Márcio Braga só fala M...


Acho que todos leram as declarações do Márcio Braga de que já estava preparando a festa do hexa. Pois é, tudo que nós Flamenguistas precisamos agora é do nosso presidente fanfarrão criando expectativas e clima de oba-oba. Não que ser confiante seja algum defeito, longe disso, mas essas declarações irresponsáveis não devem ser ditas pelo presidente de um clube.

Isso é pra mim, pra você, ou seja, esse é o papel do torcedor. Nós é que temos que tirar onda com os adversários, falar que o título é nosso, etc. Ao Márcio Braga cabe apenas gerir bem o clube, levantar recursos, contratar bem e ganhar títulos. É isso que nós esperamos de um dirigente. Há dois fatores ruins com declarações como estas:

1º - Esse clima de oba-oba não ajuda ninguém. Todos ainda se lembram da "grande festa" armada na libertadores. Papai Joel foi para a Africa, está ganhando seu dinheiro, mas o torcedor ficou e sofreu muito com aquela eliminação trágica. Eu por exemplo nem dormir naquela noite. Nunca sofri tanto com meu time. Agora tudo que nós não precisamos é que nesse momento de ascenção, que o time está se encontrando novamente, o nosso presidente crie esse carnaval, quando a nossa missão é bem difícil. Acredito muito nesse título, acho sinceramente que o Fla vai levar, pois quando o Fla arranca, ninguém segura. Mas temos que manter a seriedade e o foco. Quanto mais difícil parecer, mais os jogadores se empenharão.

2º - Nosso clube é o mais querido do mundo, temos a simpatia de muitas torcidas. Nós não queremos nos tornar um fluminense, ou um vasco da gama. O flu depois das besteiras que o Renato Gaúcho falou se tornou um dos clubes mais odiados do Brasil. Hoje há uma grande torcida para que o flu caia, só por causa da marra que eles tiraram na Libertadores. Há Flamenguistas que torcem mais para o flu cair do que o vasco, parece até mentira mais não é. Já o vasco, ganhou ódio nacional devido a arrogância do Eurico. Hoje há uma torcida para o vasco cair graças ao Renato que foi pra lá e ao Edmundo, que certa vez chamou o nosso querido Mengão de time de M...- parece que ele vai encerrar a carreira chorando o rebaixamento do vasco, que peninha dele.

Enfim, que esse seja um ato isolado da diretoria, não aceitaremos atitudes irresponsáveis e amadoras, que possam prejudicar a concentração do elenco e colocar o tão esperado título em risco. Na verdade o Márcio teria que ser exemplo de experiência e sensatez, haja vista o tempo em que ele está "no comando" do Fla.

Agora o nosso papel como torcida é fundamental. Temos que apoiar o time o tempo todo, lotar o maraca como fizemos ano passado. Essa declaração do Márcio serviu para motivar os adversários, agora é guerra declarada contra o Fla. Se este título não vier, seremos motivo de chacotas. Então vamos com tudo, até a voz ficar roca, até os pés doerem de tanto pular, até as mãos arderem de tanto aplaudir, até o adversário tremer de medo de tanto nos ouvir. Vamos Nação, essa é a nossa função, esse é o nosso dever, essa é a nossa Paixão.

Rumo ao hexa, pois o Fla é muito maior do que esses dirigentes amadores.

SRN

sábado, 4 de outubro de 2008

Vitória nos Aflitos

Querida Nação Rubro Negra, mas uma vez o Fla demonstrou que veio para conquistar o título. Depois das vitórias de Palmeiras, Grêmio, Cruzeiro e São Paulo, se tornou obrigação vencer o Náutico nos Aflitos, para não se distanciar dos primeiros e nem perder a vaga no G4.

Foi sofrida, suada, mas foi uma grande vitória que marca a continuidade da grande arrancada rumo ao hexa. Além disso salvamos a rodada carioca, já que o flu empatou e bota e vasco perderam.

Marcelinho Paraíba mostrou que é o rei do Nordeste, Léo Moura provou que continua sendo o melhor lateral direito do Brasil (que golaço) e Toró foi guerreiro com vários desarmes. É assim que a torcida quer ver o time. O Fla tem que passar por cima dos times fracos, mesmo jogando fora de casa, não dá para desperdiçar pontos.

O Fla também se tornou o terror dos times de recife, derrotou o Sport e o Náutico duas vezes cada um, dentro e fora de casa. A CBF tem que tomar uma atitude, ou os clubes do Recife cuidam melhor de seus gramados, ou terão que escolher outro local para mandar seus jogos. É inadmissível o campeonato do país Penta Campeão ter estádios com gramados naquela situação. Já perdemos os melhores jogadores para o exterior, o mínimo agora é ter estádios decentes. O pior é que em Recife isso é moda, o estádio do Sport também é horrível. Acho que o Juan estava certo quando disse que lá em Recife eles acham que gramado ruim ganha jogo. Com o Mengão é bem diferente...

Agora sábado é dia da torcida lotar o Maraca, o galo morto vem pra cá e temos que vencer a todo custo. Vamos mostrar porque somos a melhor e maior torcida. Vamos pra cima deles Mengo!!!!

Sábado vou ao Maraca e quero ver mais um show, aliás dois. Um dentro de campo, e outro nas arquibancadas (como já é de costume). É lindo demais cantar lá de cima e ver lá em baixo nossos jogadores dando o sangue pelo Fla. É isso que a torcida espera sempre de quem veste esse manto tradicional e vencedor.

SRN.

video

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Fim do comodismo

Existem jogadores no atual elenco do Fla que estão sendo muito cobrados (e com razão), mas que em um passado muito recente demonstraram que são capazes de levar o time ao título.
Um destes é o Ibson. O Ibson está há algum tempo rendendo muito menos do que ele já rendeu ao Fla. Lembrem-se um pouco mais distante, em 2005, aquele milagre de escapar do rebaixamento no finalzinho do campeonato, aquelas vitórias consecutivas. O Ibson foi um dos principais responsáveis pelo milagre, com gols importantes, e grandes partidas.

Ano passado ele também foi sensacional, foi um dos líderes do time, fez grandes partidas e novamente gols importantíssimos.

O Bruno é outro que vem falhando em alguns jogos. Contra o Inter foi horrível, no último jogo também falhou feio ao sair errado do gol. Mas este tem crédito, pois já salvou o Fla diversas vezes e sinceramente, não vejo no futebol brasileiro goleiro melhor que ele. O único que considero melhor que ele é o Julio César. Marcos está em final de carreira e Rogério Ceni é um goleiro simples que bate falta.

Ocorre que a impaciência do torcedor vai muito além dos erros destes jogadores. Nossa impaciência ainda está na última libertadores, que só não foi pior porque o fluminense perdeu o título bizonhamente. Depois de vencer o São Paulo e o Boca, entregou o título para a LDU, que recentemente levou uma goleada do juvenil do Boca.

Enfim, a derrota para o América do México, da forma que foi, mexeu com o nosso comodismo. Estávamos acomodados com cariocas, copas do Brasil, classificação e eliminação na Libertadores, etc. Essa derrota fez com que nós cobrássemos dos jogadores a seriedade e a dedicação que eles têm que ter quando vestem o Manto Sagrado. Não queremos apenas mais uma classificação para a Libertadores, queremos o título brasileiro, queremos voltar a ser soberanos, o clube com maior número de títulos nacionais, com títulos internacionais, etc. É inadmissível ficar tanto tempo sem um título expressivo, o último brasileiro foi em 1992 (foto ao lado). Esse ano pelo menos não lutamos contra o rebaixamento. Mas, isso não é nada de mais. É obrigação da diretoria montar times competitivos. Estamos falando do clube mais popular do mundo. Se estes dirigentes não são capazes de fazer dinheiro com isso, que peçam para sair e deixem pessoas competentes gerir o Mengão.

Portanto, jogador no Mengão que não der o sangue será cobrado, se não aguentar a pressão, vá jogar em clubes pequenos.

Quanto ao Ibson e ao Bruno, acredito que voltarão a jogar bem, a torcida gosta deles, e atrás das vaias, está a esperança de que voltem a jogar aquele futebol bonito e levar o Mengão a mais um título.


SRN.