quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Novo estatuto do torcedor


Há um projeto para elaborar o novo estatuto do torcedor. Não sei o teor de todo o projeto, mas pelo pouco que li a respeito, gostei de algumas mudanças. A começar pela punição aos maus torcedores que vão para brigar e atrapalhar o bom andamento do jogo e afastar famílias e pessoas de bem dos estádios.

A 1ª alteração que merece meu elogio é que todas as torcidas organizadas terão que ter cadastro de todos os filiados. Há uma mudança que por mais óbvia que me parecesse ainda não tinha sido implantada no Brasil. Agora se houver brigas nos estádios, ou nos arredores, ou incitação à violência, os punidos serão os autores dos crimes. Serão punidos com prisão de até 2 anos e multa, ou ser condenado a ficar 3 anos sem assistir jogos do time.

Sempre achei um absurdo punir o clube e milhares, ou milhões de torcedores por uma atitude irresponsável de uma minoria, que na maioria das vezes não era punida. Na Inglaterra, só foi possível organizar as torcidas nos estádios depois que os baderneiros foram obrigados a assistir aos jogos na delegacia, ou seja, proibidos de irem ao estádio. Aqui no Brasil o mau torcedor faz o que quer no estádio, e o punido é o clube ou aquele torcedor que vai com a família que se vê impossibilitado de assistir aos jogos por conta de punição com perda do mando de campo.

No Flamengo graças à Deus, as principais torcidas organizadas selaram a paz, e já faz tempo que não vemos brigas no Maracanã. Lembro da minha 1ª vez no Maraca que tive que ficar correndo durante todo o intervalo por causa de brigas entre torcidas. Detalhe que o jogo era Flamengo e Independente da Argentina.

Tirar dos estádios este tipo de torcedor, que já vai pensando em brigar e provocar confusões, sempre me pareceu a medida mais correta, ainda mais tendo o exemplo do ingleses. Mas infelizmente aqui demoraram a entender isso. Pior que é só projeto e ainda corre o risco de não ser aprovado.

Outra mudança que me faz rir, é em relação aos cambistas. No novo estatuto será considerado crime vender ingressos acima do preço, com pena de 1 a 2 anos de prisão e multa. Ora, todos sabemos que é proibida a venda de ingressos por cambistas. Mas eles estão sempre lá com a maior fatia do ingresso. Isso porque são acobertados pelos clubes, funcionários que vendem ingressos e até mesmo pela polícia. Já vi policial pedindo pra cambista falar mais baixo, pois estava chamando muita atenção.

Na última final do carioca fiquei do lado de fora do Maraca porque não tive ingressos, e os cambistas estavam cobrando R$ 150,00. Tive que voltar pra casa e assistir ao belo título do Mengão pela TV. Neste caso não se trata de estatuto, mais de atitudes firmes e honestas para acabar com a venda ilegal e abusiva dos ingressos.

Por último, será utilizado o bafômetro na entrada dos estádios. Isso só pode ser piada. Não que eu discorde da ideia. Mas todos sabemos que a polícia mal consegue revistar os torcedores. Já tivemos casos de torcedor baleado dentro do estádio, fora as bombas caseiras. No atual cenário, essa é uma boa ideia, mas que não será implementada por falta de estrutura e organização.

O atual estatuto foi pouco respeitado pelos clubes e autoridades, o novo é ainda mais rígido. Será que ele desta vez será colocado em prática? Ou será apenas um papel sem validade? E você gostou das alterações?

SRN

6 comentários:

Gremista Fanático disse...

Esses caras não aprendem mesmo, leis não faltam nesse Pais, o que falta é fiscalização, podem colocar o que for nesse estatuto que ele sera desrespeitado com certeza.
Pois é Guerreiro o coloradinho gaucho aprontou pra cima do Vascão, é sempre muito complicado jogar lá no Preseidente Vargas em Santa Maria apesar de que o Grêmio possui uma imensa torcida naquelas bandas. Abraço.
Saudações do Gremista Fanático

Lucas Martins disse...

como vc disse, quando falou do bafometro...

no papel, o projeto eh bom, mas pra por em pratica...

SRN

Daniel Reiner disse...

Quase como um clichê, é comum dizer que no Brasil não faltam boas leis, o que falta é cumprí-las. A máxima pode ser aplicada ao Estatuto do Torcedor. Quer um exemplo recente? Com quanto tempo de antecedencia deve ser divulgada a tabela de um Campeonato? E a tabela da 1° rodada do Campeonato Carioca foi divulgada que dia?

Desde que cumprido, o Estatuto sem alterações já era suficientemente agradável aos interesses do torcedor.FORTE ABRAÇO!

Wilson Hebert disse...

Eu acho que (como quase todo mundo costuma dizer) o problema não é o estatuto em si e os paragrafos que o compõe, mas sim a colocação das suas regras em pratica.

Eles podem fazer o estatuto mais perfeito que for, mas se a fiscalização continuar inócua, tudo continuará na mesma.

Guerreiro, você disse que ja presenciou no Maraca um PM pedindo pro cambista falar mais baixo, né? Num jogo do Fla naquela arrancada sensacional no Brasileirão de 2007, aconteceu algo incrivel comigo: fui abordado por um PM. Sabe o que ele fazia? Estava vendendo ingressos. Por um preço mais salgado do que na bilheteria...

Abraços e SRN!!!

Vinicius Grissi disse...

Serão muitas e importantes mudanças, a maioria delas visando a segurança do torcedor. Se for para melhorar, que mude logo o estatuto.

Maldita Futebol Clube disse...

cara, essas leis em alguns casos são bem vindas e em outros são só pra jogar pro público... tipo coisa de políticagem...demorei mas, enfim te linkei lá meu camarada, agora estaremos ainda mais ligados nas noticias do fla("argh"!)...he he he...abs, leandro