segunda-feira, 22 de março de 2010

Sou Rubro-Negro e não desisto nunca!


Sei que o resultado não foi o que queríamos. Sei que o time pode e deve render mais. Sei que já passou da hora de parar com esse negócio de ficar empatando com o time carioca que tem menos título. Mas sei que o Flamengo tradicionalmente é um time guerreiro, de muita luta e perseverança.

O público foi pequeno, pequeno demais. Os organizadores do campeonato, assim como os clubes devem estar arrependidos do aumento dos preços, que afastou o torcedor do estádio. Último ano do Marca antes da Copa, e era para os clubes estarem aproveitando ao máximo com a renda do maior do Brasil. Mas a ganância exagerada, deu um efeito contrário e os clubes que antes ganhavam de R$ 500 mil a R$ 1 milhão de renda por jogo, hoje se contentam com rendas que variam de R$ 80 mil a 200 mil. Ontem no clássico, tivemos a renda pífia de menos de 200 mil. Lamnetável essa tentativa constante de afastar o torcedor do estádio e por consequência tirar o interesse do público pelo campeonato.

Mas o jogo de ontem foi bom, aberto, pegado, com muita dedicação de ambos os times e emoção até o último minuto, literalmente. Alternando o controle do jogo, os dois times premiaram os poucos torcedores que foram e quem assistiu pela TV.

Um pênalti inexistente marcado pelo árbitro, fez com que o botafogo abrisse o placar. O Imperador da Gávea empatou logo em bela jogada do Flamengo. No 2º tempo Herrera desempatou. daí em diante, o que se viu foi um Flamengo buscando a vitória a todo custo, empurrando o botafogo para o campo de defesa.

Quando tudo parecia perdido e a torcida do foguinho já ironizava o competente Império do Amor, o castigo para eles veio. Aos 48 minutos, o Imperador subiu alto e cabeceou firme no ângulo, sem chances para o goleiro, empatando a partida. Fim de jogo e o empate, mais que um resultado bom diante das circunstâncias, provou mais uma vez que a torcida adversária só pode comemorar contra o Flamengo depois que o jogo acaba. Porque enquanto houver tempo, enquanto houver homens dentro de campo, o resultado é imprevisível e o Flamengo não costuma perdoar àqueles cantam vitória antes do tempo.

PS.: adriano deu um cala-boca na imprensa e deve mesmo dar um gelo nos maus profissionais que utilizam sua vida particular para vender notícias. A diretoria não pode impor a lei da mordaça, pois não somos o clube da colina. Mas o jogador tem todo o direito de não querer falar com a imprensa. Nem ele, nem o Love, nem qualquer jogador do Flamengo.

PS2.: Até o Muricy está cavando um emprego no Mengão. Quem diria... Todo mundo quer o Flamengo. E olha que o timeco da colina está em crise, com um técnico balançando. Ele podia muito bem cavar um empreguinho lá. Mas quem quer treinar um clube falido, sem títulos e fadado a cair novamente para a segundona? Muricy já falou muita bobagem, mas mostrou coerência ao escolher o time que gostaria de treinar e sabe que deve começar agradando a torcida, por isso já disse: "A torcida é vibrante". Mas calma Muricy, o Tromba está na área.

SRN

10 comentários:

Vv disse...

O Engenhão é a NOSSA casa. Os caras acham que íam tirar onda com a gente ? Estão de brincadeira, né !

Agora esse modelo do ESTADUAL está falido. Não acho q é só preço de ingresso não ... é o modo tb !!

Império do AMOR calou aquela cachorrada e na FINAL vai deixar todos eles CHORANDO de novo !!

Bjs, Vv.

Gremista Fanático disse...

Pois é Guerreiro, ta virando moda esse negocio de deixar os ingressos mais caros, acho que isso só pode fazer parte de um plano pra tirar os torcedores dos Estadios, lamentavel, sobre o jogo eu já esperava mesmo um empate, e acho que ficou de bom tamanho para as duas equipes, abraço.

Saudações do Gremista Fanático

Mel disse...

Foi por pouco hein!? Passei um sufoco no finalzinho. O Fla jogou bem, podiamos ter vencido.
Essa do Muricy... Não há muito o que comentar, só que tão cedo ele não vai (ou espero que não) conseguir um empreguinho na Gavea. Andrade é ídolo e ótimo técnico. Eu não sei... Não gosto dele como técnico, embora muitos elegiem...

Um abraço, SRN!

Vinicius Grissi disse...

O Flamengo ainda precisa de alguns ajustes. Mas os resultados até aqui são satisfatórios na temporada.

Resta saber se o excesso de problemas que o time anda enfrentando pode atrapalhar o desempenho na hora de decidir.

Michel Farias disse...

O jogo foi bastante equilibrado acho que o resultado foi justo, por mais que o arbitro tenha influência no resultado, mas como as coisas são né o Adriano num momento péssimo desequilibra.

Abraços!!!

http://ofuteboleoscariocas.blogspot.com/

E não deixe de escutar o DEBATSPORTS.

http://debatsports.blogspot.com

AF STURT disse...

O ultimo texto na coluna, la no blog, que vc comentou, tratei do ponto da imprensa!

Quem diria ,antes ninquem queria vir para o flamengo e agora em?
Lebrando que o que está por tras desse fenomeno,na maior parte, é o que?

O hexa ,as outras coisas são pequenas em termos de utilidade.

... disse...

ADRIANO O FAVELADO
num país de oligopólios

Vagner Love foi filmado
Escoltado por armados
Adriano indiciado
Deu motoca ao celerado
Os dois sendo acusados
De apologia aos drogados
Adriano é alcoólatra
Vagner Love é viciado
Rotulados como monstros
Pelo crivo enviado
Por jornalistas intencionados
Em mostrar o favelado
Como lixo condenado
Na favela o operário
É tratado como otário
Espancado por PMs
Todos mancomunados
Com os políticos desalmados
Os nunca açoitados
Cheirando o pó dos criticados
Já Adriano
O favelado
Pode vender cerveja pra todo coronelado
No horário nobre consagrado
Isso tá liberado
Ai de ele beber
Será esculachado
Pelo consumidor
Do produto anunciado
Adriano
Vira logo
Mau exemplo pras crianças do outro lado
É taxado de xinxeiro embriagado
Moralmente açoutado
O trabalhador mora no morro
Isso não é noticiado
Quem é cria da favela
Sabe que isso pouco importa
O Bope sobe armado
Morre preto favelado
É tiro pra todo lado
Como pode o Adriano
Frequentar esse cercado
Morando na favela
Tu é trafica
É fajardo
Não tem carteira de trabalho que prove que ao contrário
Na favela mora o povo
O proletariado
Essa gente que sustenta esse país desnivelado
Fico muito preocupado
Com valores deturpados
Por uma mídia pardieiro
Que legitima o congresso
E condena o empregado
Pro meu filho eu vou dizer
Que exemplo é o Adriano
Que não nega a favela
Um lugar de povo amado
Que devia ser lembrado
Com muito mais cuidado
E não associado à meia dúzia de armados
Sem oportunidade por culpa do Estado
Que culpa o favelado pelos seus próprios pecados
Num país de oligopólios
Todo predestinado
Pro rico ficar rico e negar o favelado
Eu prefiro Vagner Love no baile funk amado por tantos outros favelados

Pablo Treuffar

Ministério disse...

Olá, blogueiro(a)!
O Carnaval está chegando e com ele a curtição. Mas não podemos esquecer que a camisinha deve fazer parte dessa folia para evitar doenças, como a Aids e a hepatite.
Seja nosso parceiro e utilize seu espaço para lembrar a galera sobre a importância desta proteção. Se tiver interesse em colocar algum material da campanha em seu blog, entre em contato com comunicacao@saude.gov.br.

Para saber mais sobre a campanha, acesse: www.camisinhaeuvou.com.br
Siga-nos no Twitter e fique por dentro: www.twitter.com/minsaude
Mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude
Obrigado,
Ministério da Saúde

Barão Ricardo Lhkz disse...

Prezado, o ex-lateral esquerdo Jordan, um dos heróis do segundo tricampeonato do Flamengo, encontra-se muito enfermo no Hospital Salgado Filho, no Méier. Ele aguarda há dias uma vaga no CTI para realizar uma amputação. Por favor se puder publicar no seu blog, um dos mais lidos pela Nação Rubro-Negra, publique com urgência para mobilizar os torcedores com o intuito de ajudar de alguma forma. O contato é com a amiga da Gabriele (filha do Jordan), a Sueli, no telefone 21-85342672.
O Jordan merece nosso apoio pelo muito que fez pelo nosso clube. Obrigado, desde já!

Pai Xoxó disse...

Chora mulambada hahahahahahah
http://ahhtahh.blogspot.com.br/

Zico você nunca foi NADA!!!!! Ganhou uma liberta no tapetão e um mundial comprando o goleiro!!

Cadê a estátua do José Roberto Wright verdadeiro Heroi flamenguista da Libertadores